Os gafanhotos do profeta Joel

Texto: Joel 1:4

“O que deixou o gafanhoto Cortador, comeu o gafanhoto Migrador, o que deixou o gafanhoto Migrador comeu o gafanhoto Devorador, o que deixou o gafanhoto Devorador comeu o gafanhoto Destruidor”. Jl. 1:4

INTRODUÇÃO:

Autor: O nome Joel significa, literalmente, “Jeová é Deus”. Este é um nome muito comum em Israel, e Joel, o profeta, é especificado como o filho de Petuel. Nada é conhecido a respeito dele ou das circunstâncias de sua vida. Provavelmente ele tenha vivido em Judá e profetizado em Jerusalém.

Data: Não há como datar o livro com absoluta certeza, e os estudiosos variam em suas opiniões. Há referências tanto em Amós como em Isaías, que também estão em Joel (comparar Am. 1.2 com Jl.3.16 e Is.13.6 com Jl.1.15) Aproximadamente 835 a.C.

Contexto Histórico: Joel profetizou numa época de grande devastação de toda a terra de Judá. Uma enorme praga de locustas havia despido a zona rural de toda a vegetação, destruiu até as pastagens, tanto das ovelhas como do gado, até mesmo tirou a casca das árvores de figo. Em apenas algumas horas, o que tinha sido uma terra bonita, verdejante, havia se tornado um lugar de desolação e destruição.

Conteúdo: O Livro de Joel está naturalmente dividido em duas seções.
A primeira seção (1.1 - 2.27) trata do presente julgamento de Deus, um chamado ao arrependimento e a promessa de restauração.
A segunda seção (2.28 - 3.21) explica que essa praga, horrível como ela pode ser, não é nada comparada ao julgamento de Deus que está a caminho. Este era um tempo em que não somente Judá, mas também todas as nações do mundo seriam chamadas diante de Deus.

OS GAFANHOTOS ONTEM E HOJE
Podemos realmente entrar no cenário bíblico e contemplar o quão terrível deve ter sido a invasão destes seres nas lavouras de Israel. Leia o que os especialistas no assunto escrevem a respeito da praga:

O gafanhoto é citado no Velho Testamento como uma das dez pragas lançadas sobre o Egito para castigar o Faraó, por não ter permitido que os judeus praticassem o êxodo e seguissem em direção à Terra Prometida.
Hoje, passados mais de três mil anos, o mundo evoluiu, o homem conquistou o espaço, descobriu a fissão  nuclear,  desenvolveu  equipamentos  e artefatos sofisticados, na informática e na engenharia genética, entre muitas outras conquistas da ciência e da tecnologia que vêm sendo usadas pela humanidade ao longo de sua história.

Mas nem todos os avanços foram suficientes o bastante para conter e erradicar a praga milenar do gafanhoto, que continua sendo uma das piores ameaças às lavouras e plantações enfrentadas pelo homem, em quase todo o planeta. No mundo atual, esse castigo foi transformado em perdas de milhões de dólares em alimentos e no combate a esse inseto.

CURIOSIDADE SOBRE OS GAFANHOTOS

1.Segundo os Entomologistas Um enxame de gafanhotos pode conter bilhões de insetos e consumir milhares de toneladas de vegetação em um único dia.

2.O gafanhoto-gigante (Tropidacris dux)* é um gafanhoto cujo regime alimentar é polífago Esta espécie é considerada um dos maiores gafanhotos do mundo, chegando a medir 10 à 13 centímetros. Não é do tipo que aterroriza os agricultores, mas pelo apetite que tem e pelo seu tamanho, uma média de 10 gafanhotos devasta a mangueira em pouco tempo.

3.Esse inseto é capaz de comer o correspondente a seu peso por dia. Se alimentam desde gramíneas e pastagens até roupas e móveis e, por esse motivo, não é à toa que o governo brasileiro gasta anualmente cerca de três milhões de reais em inseticidas químicos para controlar o gafanhoto.

A TERRÍVEL INVASÃO DOS GAFANHOTOS

O profeta Joel descreve a invasão de uma praga de gafanhotos que destruiu tudo no seu caminho e empobreceu o povo. Nesta situação o profeta insistiu com o povo que se voltasse para o Senhor, com arrependimento sincero.
Acreditamos que esses gafanhotos não só têm o sentido literal, como insetos destruidores, mas também o sentido material como reinos de homens e espiritual como hostes da maldade.

Sentido literal: Em Joel 1:4 encontramos uma devastação ecológica provocada por gafanhotos reais,  também comum nos dias atuais. Hoje recebemos notícias de toda parte do mundo falando sobre terríveis pragas de gafanhotos devorando campos de plantação. Geralmente atingia uma área de 5km de largura 50km de comprimento e que chega a pesar 80 toneladas.

Sentido material: Todos os impérios que invadiram Israel (Babilônia – 606 a.C., Medo-Pérsia 539 a.C., Grécia – 332 a.C. e Roma 165 a.C.), provocaram destruição, miséria, fome e morte. Tais reinos representam no sentido material a força bélica que conquistaram e escravizaram o povo de Deus.

Sentido espiritual: acreditamos na possível batalha espiritual que houve em tempos bíblicos e que há também nos dias modernos. Só mudaram os tempos, mas os demônios permanecem os mesmos, atuando de forma terrível no dinheiro, patrimônio e vidas dos desavisados da advertência divina da Escritura Sagrada. Sim, acreditamos, pregamos, ensinamos e escrevemos que existem gafanhotos no espaço – demônios que atuam sobre a Terra.  Efésios 6. 12. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

OS CLÁSSICOS DA LITERATURA:

É impressionante como escritores famosos, que não são de linha evangélica nem teológica escreveram tão nitidamente sobre a realidade sobrenatural da influência dos demônios no mundo material. Listaremos alguns desses escritores:

VICTOR HUGO – Escritor e poeta Francês (1802 1885). No livro ‘‘Os Trabalhadores do Mar’’, as populações campesinas e marítimas não vivem tranquilas a respeito do diabo. As da Mancha, arquipélago inglês e litoral francês, tem a respeito dele noções muito precisas. 0 diabo possui delegados por todo o mundo. É certo que Belphégor é embaixador do inferno na França, Hutgin na Itália, Belial na Turquia, Thamuz na Espanha, Martinet na Suíça e Mammon na Inglaterra. Satanás é um imperador, como um outro qualquer. Satanás César. A casa dele é muito bem servida: Dagon é o saquetário; Succor Benoth,chefe dos eunucos; Asmodeu, banqueiro dos jogos; Kobal, diretor de teatro; Verdelet, grão-mestre de cerimônias e Nybbas, bobo.Wierus, homem de ciência, bom estrigólogo e demonógrafo distinto, chama Nybbas o grande parodista.

Se Victor Hugo escreveu isto como uma realidade simbólica ou não, o fato é que ele é um dos primeiros escritores secular a esboçar o que os teólogos chamam de “demônios territoriais”, ou seja para cada continente, existe um demônio chefiando um território, como também para cada país, estado, cidade, bairros etc.
Interessante que a Bíblia sugere isto “Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia”. Dn. 10.13

CHARLES  BAUDELAIRE - Escritor francês (1821-1867). Diz que a maior artimanha de Satanás é tentar provar que ele não existe.
Este escritor Baudelaire, sem dúvida tenta dar uma explicação para o texto sagrado que diz. “E não de admirar; porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz”. 2 Co. 11.14. Tomando as diversas formas e facetas que lhe desejar, é fácil dizer que ele não existe, você não concorda?

DANTE ALIGHIERI – Poeta Italiano (1265-1321) Livro “A Divina Comédia” “Logo comecei a ouvir as lamúrias da infernal geena : aproximava-me já do lugar em que padecia ferozmente. Era um local privado de toda luz, que rugia como mar assolado por ventos furiosos. O furor da tormenta, nunca apoucado, flagelava eternamente as almas, agitava-as e as espicaçava, sem nunca parar. Quando à beira do abismo as precipitava, ais, choros e lamentos rompiam. A multidão de malditos blasfemava contra Deus. Ouvi dizer que sofriam de modo horrendo os que se dedicavam aos vícios carnais, submetendo a eles o discernimento*.”

A questão sobre a obra de Dante, ‘‘A Divina Comédia’’ é mostrar a realidade espiritual por trás do mundo real em que vivemos, não vamos discutir os pormenores desta obra, sobre a queda de Lúcifer, o inferno ou o céu etc, mas sobre os níveis de sofrimento, quando ele fala sobre os “nove ciclos do inferno”, não estou fazendo apologia aos nove ciclos e sim níveis de sofrimento no Inferno, diz a Bíblia.
“Ai de ti, Corazin! ai de ti, Betsaida! porque, se em Tiro e em Sidom, se tivessem operado os milagres que em vós se operaram, há muito elas se teriam arrependido em cilício e em cinza. Contudo, eu vos digo que para Tiro e Sidom haverá menos rigor, no dia do juízo, do que para vós. E tu, Cafarnaum, porventura serás elevada até o céu? Até o hades descerás; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje. Contudo, eu vos digo que no dia do juízo haverá menos rigor para a terra de Sodoma do que para ti’.’ Mateus 11:21-24. Outros textos: Mt.18.6-7; Mc.12.40; Lc.12.47-48; 17.1-2; 22.22-23; Ap.20.12.

JOHANN W. VON GOETHE – Escritor Alemão, (1749-1832). Livro “Fausto” Ver de perto o Eterno – oh, que imenso prazer! Por isso jamais brigo e levo-o no embrulho. Com tão superior Senhor, falar e conviver. Para um simples Diabo é motivo de orgulho*.
O escritor Goethe, fez uma peça teatral sobre a tragédia do Dr. Fausto, que vende sua alma ao diabo para ter mulheres, riquezas, fama etc. O poema-tragédia Fausto, é peça única na literatura universal.

DESCRIÇÃO DO PROFETA JOEL (CAP. 1.6)

O profeta Joel disse que os dentes desses gafanhotos são como dentes de leões, numerosos e poderosos; seus queixos são fortes como de leões, que não se cansam de trabalhar, destruindo dia e noite. Agem com estratégia de guerra, correm como soldados valentes, não se desviam de seus propósitos de destruição, espalham medo e terror aos agricultores cada bando de gafanhotos percorre o seu caminho e não se desvia da sua fileira de combate.
Ação específica dos gafanhotos (Cap. 1.7).

“Fez da minha vide uma assolação, destroçou a minha figueira, tirou-lhe a casca, que lançou por terra; os Sarmentos se fizeram brancos”.

O Profeta Joel fala de maneira clara sobre a ação dos gafanhotos na videira. O CORTADOR vem assolando a videira, ou seja, comendo-lhe as folhas, já o gafanhoto MIGRADOR vem destroçando a videira quebrando-lhe os galhos. O gafanhoto DEVORADOR já age com poder e a força de produção, se torna estéril. E finalmente vem o gafanhoto DESTRUIDOR, e lança a videira por terra, matando-a.

As consequências (Cap. 1.12).
Esses gafanhotos agem deixando como resultado vergonha, dor, lamento, pranto, luto e morte. Deixam a terra assolada, o cereal destruído, a videira seca, os olivais murcham e semeiam tristeza entre os homens.   
Os agricultores que após a colheita tinham alegria de oferecer no altar de Deus uma oferta de gratidão, já não podiam fazê-lo, e  por consequência, os ministros  ficaram impedidos de fazer a obra de Deus.

A semente mirrou debaixo dos seus torrões, os celeiros foram assolados, os armazéns derribados, porque não havia mantimentos a serem guardados. O gado gemia de fome e de sede porque não havia pastos, as árvores morreram, rios secaram. Antes desses gafanhotos chegarem, o Profeta Joel diz que a terra diante deles era como o Jardim do Éden Jl.2.3, tudo verde e bonito, mas quando eles passam transformam a terra, “O Jardim do Éden” num deserto e nada lhe escapa.

AS LEGIÕES DE GAFANHOTOS INFERNAIS

Certamente nenhum livro do mundo poderia contar por completo a ação e história do que estes demônios já destruíram porque cada pessoa no mundo, seja ela cristã ou não, tem histórias lamentáveis de como estes demônios agiram em suas vidas, roubando-lhes suas riquezas, deixando-as na miséria, desmoralizando-as, sujando-lhes o nome, provocando-lhes vergonha, luto, dor e angústia profunda muitos chegam até ao suicídio, e a partir de agora, você verá como estas quatro legiões de demônios agem, e também como se livrar de cada uma delas.

As quatro legiões de Demônios:
1ª Legião de Demônios “Cortadores” 6.000 (Seis mil)
2ª Legião de Demônios “Migradores” 6.000 (Seis mil)
3ª Legião de Demônios “Devoradores” 6.000 (Seis mil)
4ª Legião de Demônios “Destruidores” 6.000 (Seis mil)

1ª Legião de Demônios “o Cortador” (Hb. gazam), ser de devastação incrível.

  • Eles agem na primeira escala da maldição!
  • A legião do Cortador permanece vinte e quatro horas por dia na vida do homem que não obedece a Deus.
  • Esta legião tem o poder de comer (bichar) parte das riquezas, bens, e salários, ou seja, de tudo o que você ganha mensalmente, uma parte pertença a ele.
  • O Cortador come através do cigarro, da bebida, dos jogos de azar, de remédios, fazendo de sua casa uma farmácia. (Corta nossa linha de créditos de financiamentos etc.)
  • O Cortador fica constantemente comendo parte de tudo aquilo que você possui. A casa destes demônios é o patrimônio do homem.
  • Você sempre está gastando parte do seu dinheiro com prejuízos com coisas que não edificam. Este dinheiro está sendo jogado fora todo mês.
  • Porém você pensa: “Ah! Está tudo bem, está dando para levar a vida!” Só que você esquece da 2ª legião que está para te atacar (Ml. 3:9).


2ª Legião de Demônios “o Migrador” (hb. arbeh, esta é a palavra mais usual para descrever o inseto) era um migrador, que provavelmente possuía um potencial de multiplicar-se muito forte.
Estes agem na segunda escala da  maldição!

  • Migrador significa inconstante, que não permanece em lugar nenhum, a cada hora está num lugar diferente.
  • A legião do Migrador é aquele tipo de demônio que não permanece constantemente agindo no seu patrimônio, suas riquezas e bens.
  • O Migrador vem de mês em mês, de dois em dois meses, de quatro em quatro meses, ou, talvez, duas ou três vezes por ano, mas quando ele chega, dá um prejuízo de surpresa que você não contava nem esperava. (A Mulher que sofria 12 anos com O Fluxo de Sangue) Lc.8.43
  • O Migrador chega ao seu patrimônio, faz o que tem de fazer e vai embora.
  • O Cortador já comeu uma parte e vem o Migrador destruindo mais um pouco, esta legião de demônios trabalha voando por aí, promovendo prejuízos, batidas de carros, estragando bens e riquezas, forçando o homem a gastar parte do seu salário com despesas inesperadas. É mais um dinheiro que vai embora.
  • O Migrador passa como um relâmpago deixando o homem arrasado, chorando, revoltado com o prejuízo, mesmo assim você supera e vai levando a vida. Só que a terceira legião está para atacar (Ml. 3:9)


3ª Legião de Demônios “o Devorador” (Hb. yeleq) era um devorador, embora a palavra hebraica também transmita a ideia de um ser saltador. 
Estes agem na terceira escala de maldição.

  • A legião do Devorador é mais arrasadora que as duas primeiras legiões. Quando estes demônios se manifestam na vida de uma pessoa, eles a deixam passando fome toma a casa, o apartamento, a pessoa perde o sítio, a fazenda, sem nenhuma explicação.
  • Esta Legião é tão terrível que em pouco tempo leva a pessoa a uma vida de miséria e dor; eles agem com uma estratégia de encurralar a pessoa numa situação de dívidas e prejuízos, que humanamente falando, jamais conseguiria quitar os seus compromissos.
  • Quando você menos perceber o Devorador roubou sua riqueza e anos de trabalho. Estes demônios agem com astúcia, te envolvendo em negócios sombrios, perigosos e desonestos.
  • Diante destas trapaças você acaba sendo processado, seus bens vão a leilão, intimações policiais começam a chegar à sua casa e por causa de suas dívidas você acaba sendo ameaçado de morte.
  • Você fica sem crédito, sem moral, sua palavra não tem valor para ninguém. A pessoa é tomada por uma forte angústia.
  • A legião do Devorador é capaz de tornar um homem em lixo, rejeitado, e muito mais, todos os amigos fogem dele, porque ficar perto significa sofrimento e envolvimento, para contar suas misérias e seus prejuízos. Só fala de desgraças e coisas ruins, vive mendigando com todos os que o rodeiam dizendo: “não tenho comida em casa, estou sendo despejado começa a ocupar os seus familiares e amigos porque não tem onde morar, não tem dinheiro para nada.
  • Estes demônios fecham todas as portas não deixando a pessoa ganhar dinheiro, e nem arrumar emprego. Tudo que você faz é em vão; sua esposa e filhos não te querem mais, e dizem pregando por todos os lados que você não vale nada; (O Filme a Virada) (O filho Pródigo) Lc. 15. 11-16 – gastou tudo que tinha...
  • Estes demônios te levam ao alcoolismo, a insônia e o lamento constante. Mas a quarta legião está pronta para atacar, com permissão divina (Ml. 3:9).


4ª Legião de Demônios “o Destruidor” (Hb. hasil) é de fato um destruidor. Estes agem na quarta escala da maldição.

  • A legião do Destruidor é assassina. Esta legião induz falando ao ouvido das pessoas pra se suicidarem.  Jó 1. 13 – 20 matou os 10 filhos de Jó e os Jumentos, Bois, Ovelhas e Camelos
  • Ela é provocadora de desastres acompanhados de mortes, é opressora, fazendo muitos pularem de prédios, até mesmo a entrarem debaixo de carros morrendo esmagados, tudo isso por causa de prejuízos e das dívidas.
  • Estes demônios arrebentam freios de carros levando famílias inteiras a morte, jogando-os em abismos.
  • Os espíritos destruidores têm o poder de provocar desastres de aviões, de afundar navios, de arrebentar com prédios e casas. Onde eles passam morte, pânico, medo e pavor acontecem.
  • A legião do Destruidor usa muito as intempéries da natureza como: fogo, tromba d'água, ventania, etc., para exterminar as riquezas do homem, provocando as mais terríveis destruições e mortes que chocam o mundo.
  • Quando eles agem, normalmente as notícias correm o mundo inteiro. O fato é de tanta repercussão que a televisão, o jornal, o rádio não tem como deixar de publicar estes acontecimentos.
  • Depois que eles agem não se pode fazer mais nada, pois só sobram cinzas, lama e destroços.
  • Em várias mortes causadas pelo Destruidor não há nem enterro, pois os corpos ficaram desaparecidos ou despedaçados e espalhados.

(As milhares de mortes que acontecem em centros de macumbas é fruto desse demônio assassino).

COMO VENCER AS LEGIÕES?
O livramento Garantido ao Crente que se Arrepende.

E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. (2Crônicas 7:14).

Restituirei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto Migrador, pelo Destruidor e pelo Cortador, o meu grande exército (gafanhotos ferozes) que enviei contra vós. Comerei abundantemente e vos fartareis, e louvareis ao nome do Senhor vosso Deus que se houve maravilhosamente convosco e o meu povo jamais será envergonhado. (Joel 2.25-26).

O Senhor se mostrou zeloso da sua terra, compadeceu-se do seu povo e respondendo lhe disse: Eis que envio o cereal, o vinho e o óleo, e deles sereis fartos, e não vos entregareis mais a vergonha das nações. (Joel 2.18-19).

"Eu irei diante de ti, e endireitarei os caminhos tortos; quebrarei as portas de bronze e despedaçarei os ferrolhos de ferro. E te darei os tesouros das escuridades e as riquezas encobertas”. (Is.44.1-3).

Deus tem poder de nos devolver tudo aquilo que estes demônios nos roubaram, no decorrer dos anos que se passaram.

 

 

 

Tela de Login